Latest

Online “Poker Tells”

Relativamente ao poker ao vivo, existem muito menos sinais quando jogas online para te aperceberes se o teu adversário está ou não fazendo bluff, especialmente em online Texas Holdem. Isto sucede, pela razão óbvia de estares impossibilitado de ver o teu adversário.

Apesar disto, isso pode ser positivo para o teu jogo, porque tu focas-te no lado táctico do teu jogo e aprendes a jogar as mais diversas situações, com uma habilidade superior dum jogador que só jogue ao vivo. Contudo ainda existem um conjunto de sinais, mesmo jogando online, que podem ajudar-te a determinar a força da mão do teu oponente.

Os “online tells” nunca vão ser tão sólidos quanto os “live tells”, mas eles ainda podem provar ser muito uteis de tempos a tempos. Isto não invalida que eu não te aconcelhe a tomar decisões importantes e duras simplesmente baseado nestes sinais.

Top online “poker tells”.

  • Fazer uma grande pausa e depois um check.
  • Fazer uma longa espera e depois apostar/raise.
  • Fazer Check/call no flop e depois apostar pouco no turn.
  • Fazer imediatamente uma aposta ou check.
  • Levar uma eternidade de tempo… (jogador em “timing out”)

Gande pausa seguida de Check.

Isto demonstra que o teu oponente é fraco, porque ele quer que penses que ele vai fazer algo com a sua mão, quando na realidade ele não tem lá grande mão. Considera fazer um raise quando chegar à tua vez, mesmo que não tenhas uma mão forte, vais ver que ele tendenciamente “folda”.

Longa pausa seguida de aposta/raise.

É o oposto do que foi mencionado acima. Esta acção mostra força, e o teu oponente quer que penses que ele pensou demasiado ao estar deliberando um check, porque ele tem uma mão fraca, quando na realidade tem uma mão forte.

Se pensares bem, verás que quando tens uma mão “monstra” de poder, não vais querer asustar os teus adversarios e mostrar todo o seu valor, porque senão eles “foldam” e não contribuem para o pote.Então deves preparar-te para às vezes teres a coragem de “foldar” uma mão decente quando percebes que o teu adversário, reuniu estas circunstâncias.

Fazer Check/Call no flop, e Apostar Pouco no Turn.

Estás na posição de agir após o teu adversário ter feito um check no flop, tu apostas e ele faz-te call, e depois faz uma aposta relativamente pequena quando vem o turn.

Nesta situação podes confortavelmente presumir que o teu adversário quer roubar o pote com uma mão medíocre ou mediana.

Nunca respeites demasiado uma aposta fraca, uma aposta fraca é fraca e deves tratá-la como tal.

O que ele está tentando fazer é ganhar o pote já aqui ou impedir-te de fazer uma grande aposta, à qual ele não gostaria de fazer call. Esta aposta é às vezes apelidada de ‘stop bet’ ou de blocking bet, porque o teu oponente está tentando dissuadir-te, de fazeres uma grande aposta. Então tenta fazer um re-raise nestas situações para que ele não possa melhorar a sua mão.

Aposta ou check imediatos.

Quase todos os sites de poker, têm a opção de jogares ainda antes de a acção chegar até ti. Isto significará que irás agir instantâneamente quando chegar a tua vez de jogar. Não é uma ideia sensata usar estes botões pelas seguintes razões:

  • Quando vês alguém fazer “insta-check”, isto demonstra uma grande fraqueza, pois eles estão tão desinteressados com a sua mão que decidiram fazer um check ainda antes de a acção chegar até eles.
  • Ao revés, insta-betting/raising mostra uma grande força, o teu oponente, está contente, por meter mais dinheiro num pote, mesmo antes de vêr o que os adversários vão fazer.

Jogador em “Timing Out”.

Devido à facilidade de se poder jogar poker online, muitos jogadores não estão atentos ao jogo. Eles podem estar envolvidos noutras actividades enquanto jogam, tais como falar no messenger, navegar pela internet ou até mesmo, podem estar a jogar em muitas mesas. Isto significa, que muitas vezes eles se esquecem que é a sua vez e deixam passar o tempo para efectuar a sua decisão, depois desculpam-se pelo chat.

Devido à sua falta de concentração eles jogam poker de uma forma básica e descuidada. Fazem raises nas boas mãos e “foldam” as más. Podes estar confiante, que este jogador não tem uma grande estratégia ou algum truque escondido para ganhar a mão.Então, e sendo assim, se eles fizerem um raise assegura-te que tens uma boa mão para fazer um call ou então é melhor “foldares”. Se eles fizerem check, tenta fazer um raise para ganhar o pote.

Conclusão.

Estes são conselhos, extraídos do tempo que já passei como jogador de poker online. Mas nunca te esqueças que não podes basear as tuas decisões no jogo, com base apenas nestas últimas premissas que aqui te deixei.

A Selecção da Mesa no Poker

Uma boa selecção de mesa é muito importante se pretendes maximizar o teu lucro em cada sessão de jogo que faças.Parece-me óbvio que se queres fazer dinheiro na tua actividade como jogador de poker, deves jogar contra oponentes que não são tão bons jogadores como tu. Isto é, quanto mais fraco for o adversário melhor para ti.

Então, se os jogadores na mesa A são mais experientes que os que estão na mesa B, um jogador sentato de poker escolhe a mesa B todas as vezes em deterimento da A.

Para se ganhar dinheiro no poker, ou desenvolves uma estratégia de jogo melhor que os teus adversários ou jogas contra jogadores piores que tu. Porque não juntar ambos os requesitos?

Nos casinos fisicos tu tens pouca ou nenhuma oportunidade de escolher a mesa onde vais-te sentar. Portanto a selecção da mesa é mais complicada quando jogas poker ao vivo. Contudo, quando jogas online tu tens a oportunidade de escolher uma mesa duma longa lista de mesas. Deves usar essa liberdade para teu próprio benefício.

Selecção de Mesa e o Lobby dos Dados da Mesa.

Devido à explosão do poker online nos últimos anos, houve uma pequena diminuição do universo de mesas que podes seleccionar online. Então como podes determinar que mesas podem ser mais lucrativas do que outras?

A maioria das salas de poker online, providenciam alguns dados das mesas que têm disponíveis para jogares. Os dados mais interessantes são: o “average pot size” (a média do tamanho dos potes jogados) e o “average number of players per flop” (e a média de jogadores que jogam o flop). Analizemos as duas:

A média do tamanho dos potes jogados, conferem-te a indicação de como os jogadores na mesa se comportam no jogo. Quanto mais alto for o montante correspondente à média, maior é o teu lucro expectável caso ganhes uma boa mão. Portanto se queres ganhar muito dinheiro deves estar onde ele está.

A média de jogadores que disputam um flop na mesa, indica-te se eles estão sendo agressivos ou “soltos” na mesa. Se o número correspondente à média for alto, isto significa que eles não são exigentes com as suas mãos iniciais para ir a jogo e alimentar potes, e que são muito provavelmente jogadores de poker fracos. Por outro lado se o número correspondente à média é fraco, deves assumir que se tratam de jogadores conservadores e que só jogam flops com boas mãos iniciais

A média de jogadores que disputam um flop deve influenciar a tua decisão, no que concerne à selecção de mesa, dependendo do teu próprio estilo de jogo. Se és um jogador conservador deves escolher as mesas que tenham as mesas com as medias mais altas, pois quando tiveres uma boa mão ganharás muitos potes consideráveis, se fores um jogador mais agressivo poderás beneficiar das mesas onde a média é mais baixa, pois não terás muitos jogadores para te contestarem os potes.Lembra-te sempre de relacionar o número de jogadores na mesa com o número deles joga no flop.

 

Tempo de Jogo e Selecção de Mesa.

Muitos jogadores jogam poker apenas para se entreter e não apenas pelo dinheiro. Isto significa, que se jogas apenas com estes tens mais probabilidades de vencer. Se conseguires jogar apenas um período de tempo em conjunto com estes “peixes” evitas a chegada dos “tubarões”.Este segundo factor do tempo em que ficas na mesa com os “peixinhos” e da tua saída quando detectas um “tubarão” poderá revelar-se uma das bases para o teu lucro no poker.Há que seleccionar o momento e as mesas dos “peixinhos”…

Em média nos dias de semana os jogadores de poker jogam das 9 da manhã às 5 da tarde. Portanto se queres maximizar as tuas hipóteses, deves jogar nos dias de semana depois das 6 da tarde e a qualquer hora do fim de semana. Não te deves esquecer, do jogador que bebe e depois vai-se divertir em casa jogando poker, o alcóol afecta o seu nível de poker sempre para o pior. O momento em que é mais provável de encontrar este último tipo de jogador é durante a noite.

As noites costumam ser rentáveeis devido aos jogdores embriagados e ao cansaço de muitos dos jogadores, próprio de um dia longo.

Obviamente esta teoria aplica-se melhor aos países com maior volume de jogadores na internet como é o caso dos Estados Unidos, portanto não te esqueças de “checkar”o fuso horário.

Muitas salas de poker oferecem-te a possibilidade de procurar por jogadores específicos. Deves usar essa possibilidade e registar todos os maus jogadores com que te cruzas e procurá-los antes que te sentes a uma mesa. Assim ao menos tens a garantia que um já é mau jogador, o que é sempre melhor do que jogares com completos desconhecidos.

Conclusão.

Muitos jogadores não procuram activamente escolher as mesas que lhes poderão dar mais hipóteses de lucro durante as suas sessões de poker.

Jogar poker e não usar todas as ferramentas possíveis para se ter lucro é como plantar e não usar fertilizantes. Deves procurar extrair o máximo de rendimento das tuas sessões de jogo.

Se te vais sentar numa mesa e durante um certo tempo jogar poker, investindo o teu dinheiro, deves no minímo procurar seleccioná-la de modo a que o teu investimento possa ter retorno. É um processo que te leva muito pouco tempo a fazer em relação ao tempo que vais jogar.

No entanto se da mesa original muitos jogadores já saíram e muitos vão chegando tens de verificar se ela continua com potencial para fazer mais lucro, caso contrário, deves parar de jogar nessa mesa. Existem milhares de mesas espalhadas pela internet e não tens nenhuma obrigação de ficar, se a mesa já não é rentável e não se adapta ao teu estilo de jogo.

Truques Baixos no Poker – O Conluio no Poker

Em termos muito básicos, o conluio no poker é quando duas ou mais pessoas sentadas numa mesa de poker estão trabalhando juntas para ganhar o dinheiro dos outros jogadores. Infelizmente com o número de jogadores a jogar poker online de forma anónima, isto é muito difícil de travar para os sites de poker.

Os sites de Poker afirmam ser capazes de capturar os actores envolvidos nesta actividade, mas tenho sérias dúvidas sobre a sua capacidade ou compromisso , para fazer isso (por isso e muito mais deves frequentar os sites recomendados neste site, pois são os de topo ao nível da segurança e protecção do jogador).

 

Obviamente, basta conhecer as cartas dum outro jogador e já se adquire uma enorme vantagem na mesa de poker. Podem usar esta informação para decidir fazer fold pois conhecem as cartas um do outro. E se elas são melhores nem desperdiçam fichas ou dinheiro, e vice-versa (uma grande vantagem para os dois). Também podem usar a informação para calcular os outs (cartas favoráveis da board às suas mãos). Por exemplo, digamos que tens duas espadas e duas aparecem no flop.

Normalmente calculas o número de espadas no baralho em nove. Agora, se sabes que um outro jogador tem duas espadas isso diminui o número disponível no baralho para sete espadas. Vamos dizer que o outro jogador tem apenas uma espada, mas é o Ás. De repente, se fazes um flush e estás segurando o Rei de espadas, sabes que estás segurando o flush maior e pode apostar sem te preocupares que outro jogador segure o Ás. São de facto grandes vantagens e uma concorrência desleal à qual deves estar muito atento.

 

Embora o exemplo acima seja considerado conluio, é uma forma muito básica de o fazer. Os jogadores que trabalham em conjunto chegam a planos muito mais sofisticados, são capazes de tirar muito dinheiro aos jogadores que estão na mesa.

Tudo o que podes fazer neste caso é denunciar estes “batoteiros”. E manter um contacto com a situação após a denúncia. Saber os seus nomes e manter-te actualizado sobre o que acontece com estes batoteiros (não merecem ser chamados de jogadores). Se o site é dedicado a parar este tipo de fraude eles são capazes de voltar a encontrar os históricos das mãos e outras registros. As pessoas geralmente não mudam quando encontram uma maneira fácil de ganhar dinheiro, na qual, eles tendem a dominar estes tipos de “esquemas”. A tua denúncia pode ter já uma medida efectiva, a de banir estes batoteiros do site em que jogas (uma vez mais recomendo-te as salas de poker anunciadas neste site, pois nem todos os sites investigam a fundo infelizmente estes casos).

Estes jogadores deslocam-se de site para site. Apenas toma cuidado, pois deves ser um jogador limpo e não te esqueças de informar sobre quaisquer casos suspeitos de conluio. Geralmente, os esquemas são evidentes se estiveres atento. Uma forma evidente de prevenir estas acções, é jogar heads-up (um contra um).

 

 

As Piores Mãos Iniciais do Poker – O caso da mão inicial: Ás-Rainha

Os fanáticos das estatísticas vão-te dizer que a pior mão do poker é a: 2-7 que não são do mesmo naipe, e os programas de computador, bem como, as contas provam isto. Mas os mais práticos dirão que a pior mão inicial do poker é aquela que acaba em segundo, e eles têm a sua banca para provar isso. Se eu te disser que a pior mão para se jogar online é: Ás-Rainha.

 

Acreditas em mim? Sabes porquê? Porque é a mais sobrevalorizada e, consequentemente, é a mão mais fácil de jogar incorretamente no poker. Se jogares uma mão logo de inicio incorretamente ela vai acabar por custar-te muito mais dinheiro do que um 2-7, (não invalida em relação ao 2-7 que ela seja péssima ou mesmo a pior) que espero que a”foldes” sempre que a vejas.

Deixe-me esclarecer-te, dizendo que este argumento tem mais poder em Limit (ring games) e que há uma diferença de qualidade entre um Ás-Rainha do mesmo naipe, e quando não o são. Qualquer pessoa com um mínimo de habilidade pode jogar um Ás-Rainha do mesmo naipe, quando o flop traz uma oportunidade de flush, ou naqueles casos raros em que fazes já no flop o flush. A principal diferença entre jogar uma mão com Ás-Carta Baixa e uma com Ás-Rainha, é que há muitos jogadores que reconhecem quando devem desistir atempadamente da primeira, e muitos ficam defendendo asegunda mão,” até que a vaca tussa”, perdendo assim um montão de fichas porque não se desfazem da mão. Há também muitos jogadores que fazem raises com uma alegria desmesurada quando possuem Ás-Rainha, e são, então, atordoados ao encontrar um re-raise confiante olhando de volta para eles.

Com Ás e Carta Baixa do mesmo naipe tu sabes onde estás – ou estás empatado ou procurando o flush. Com o Ás-Rainha pensas que tens muitas maneiras de ganhar a mão, o que é muito mais perigoso, para a tua lucidez para ler os potenciais jogos dos adversários e para a tua leitura do flop, turn e river. É uma espécie de mão que pode cegar… ( Atenção: que não deixa de ser uma mão muito promissora consoante o flop)

Quando jogas ainda numa fase inicial do jogo e é muito barato jogar porque as blinds são baixas e os calls pré-flop também o são, os jogadores menos experientes costumam ter uma fé sem medida num: Ás-Carta Baixa. Então, quando aparece um Ás no flop pensam que o seu kicker (carta que acompanha o Ás) pode arrebatar o pote. Esta é uma grande dificuldade com Ás-Rainha: ele funciona muito melhor contra jogadores muito fracos do que contra bons jogadores ou jogadores muito agressivos. O poker online tende a apresentar muitos jogadores agressivos, especialmente em jogos “short-handed” (com poucos jogadores).

O Ás-Rainha irá custar-te dinheiro nestes jogos tão seguramente como o Rei-Rainha e o Rainha-Valete.Só o flop é soberano, o teu Ás-Rainha pode perder para qualquer Ás com qualquer outra carta a acompanhar-lo se o flop determina o “emparelhamento” do “kicker” do adversário. E a coisa fica pior, se aparece com essa carta que “emparelha” o kicker do adversário, um Ás no flop. Pensas, já tenho um par de Ases, fazes um raise e dás por ti com um re-raise do adversário com dois pares, sendo, um deles, um par de Ases também. Que chances tens de “emparelhar” a rainha no turn ou no river? Poucas. Por isso a Rainha pode iludir-te, pois é uma carta com valor facial alto. Como acima referi, o flop tem de ser lido (é soberano), assim como, as acções do teu oponente.

A mão Ás-Rainha é um desenho de mão promissora, mas que precisa de melhorar substancialmente no flop, a fim de ser rentável. O melhor flop neste caso é uma recta, (possibilidade de sequência) o que não vai acontecer com a frequência suficiente para “pagar as contas”. Na verdade este é apenas o flop, com a mão Ás-Rainha, que torna esta numa mão com verdadeira força para ganhar um pote com volume. Quero dizer; uma mão que tem a capacidade de ganhar um pot “monstro”.

Em quase todos os outros aspectos esta mão tende a ser anti-volume, capaz apenas de ganhar pequenos potes e de perder potes enormes. Este é o maior problema do Ás-Rainha. Ele engana-te e faz-te acreditar que tem mais potencialidade do que realmente tem. E quanto maior é a aposta que tens de pagar mais difícil se torna jogá-lo.

Muito poucas mãos são tão sensíveis, em relação à posição em que jogas na mesa como esta. Se fazes raise com ela nas primeiras posições e enfrentas um substancial re-raise que isola esta mão, és o potencial grande perdedor, a menos que o teu adversário seja um “palhaço” completo. Vais ser dominado pelo Ás-Rei e por todos os pares, incluindo o 2-2.

É apenas numa fase inicial que encontrarás jogadores que pensam que um Ás-8 tem muitas probabilidades de vencer. Há diversos profissionais que têm uma aversão ao conhecido Ás-Rainha. Na verdade, a mão é conhecida como “Doyle Brunson” (muito antes de o 02-10 também se tornar conhecida como “Doyle Brunson”) porque Brunson nunca a joga, e prefere descartá-la logo no pré-flop em vez de lidar com os problemas, que ela acarreta.

O meu conselho é tratares esta mão exactamente como tratas um Ás-9 ou um Ás-Dez. Se podes ver um flop barato ou roubar as blinds com um semi-bluff raise deves fazê-lo, mas não exageres na fé que depositas nesta mão se o flop é mau.

Se o flop ajuda-te com um Ás ou uma rainha, deves continuar com uma visão conservadora, especialmente se estás num jogo duro (jogando contra jogadores de qualidade). Mas, fazer slow-play com esta mão inicial (a menos estejas numa boa posição para apostar, sendo um dos últimos) confere-te a única oportunidade real, de acumular um pote de bom tamanho, se a board (cartas comunitárias) fizer a tua mão ser forte. E lembra-te sempre que com Ás-Rainha quase sempre ainda precisas, de muita melhoria vinda das cartas comunitárias, para fazeres esta mão ser forte.

Como Jogar em função das Cartas no Texas Holdem

Ao jogar limit Texas Hold’em, muitas vezes não irás possuis a melhor mão, mas apesar disso, ainda podes melhorar a tua mão. Ao decidires se deves ou não fazer um call numa aposta, “foldar” ou fazer raise, deves entender completamente as probabilidades do poker e como calcular as tuas pot odds. Depois de adquires estes princípios no teu arsenal de jogo verás que a tua análise, vai sempre um pouco mais longe pelo pensamento probabílistico do que a dos teus oponentes vai. Isto afecta a forma como relacionas as mãos com as cartas comunitárias. Discutirei este facto em detalhe abaixo.

Projectando uma Sequência:

Existem várias situações no poker em que deves evitar participar num pote a não ser que este seja muito grande e estás absolutamente certo do que os teus oponentes têm. Uma destas situações ocorre quando estás num projecto de sequência. Quando tens como mão, 6- 7 e há um flop com: 8, 9, Q. Existem muitas acções e leituras possíveis (podes fazer fold, call, enfim…).

Netsa situação deves perguntar-te; perante estas cartas e situação concreta: O que têm os meus adversários? Um dos teus oponentes pode facilmente ter já uma sequência bastando-lhe ter uma mão de Valete- Dez. Se este for o caso, então não tens absolutamente nenhuma forma de ganhar esta mão. Um adversário pode também facilmente ter Rainha- Valete. Sendo este for o caso, então tens apenas 4 outs para ganhar a mão. Finalmente, se o teu adversário tem Rainha – Dez, existem apenas três dez no baralho e tu precisas de um, mas sele aparece o teu oponente faz uma straight superior à tua. Portanto, se decidires jogar esta mão o que realmente pode salvar-te é um 5 e ter esperança que ninguém conclua uma straight. Isto significa tens muitas poucas saídas (outs) assim que jogar bem aqui é “foldar”. Se fizeres toda esta leitura nesta mão, eu recomendo-te a desistência imediata desta mão. É preciso coragem e ser superior para fazer fold. Às vezes podes até “foldar” com um sorriso nos lábios…

 

Agora, imagina que tens Dez-Valete na tua mão e no flop aparecem o: 9, 8 e o 2. Tens agora uma excelente oportunidade de ganhar a mão, porque não existem cartas altas no flop e sempre podes ser capaz de roubar o pote já aqui mesmo com um raise. Mesmo que não tenhas a melhor mão, tens 8 outs para melhorar a tua mão (4 rainhas e quatro setes) e podes ser capaz de ganhar a mão, se um Valete ou um Dez aparecerem no board. Aumentando potencialmente os outs para ganhar a mão em mais 6 cartas (3 Valetes ou 3 cartas de valor facial de 10). Neste caso, tens muitas mais possibilidades, pois muitas coisas podem acontecer no poker, consoante as cartas que aparecem no flop, turn e river, podendo mudar a potencialidade duma mão em concreto.

 

Tentar fazer um Flush quando o Board (Cartas Comunitárias) está emparelhado:

Outro erro que muitos jogadores fazem é tentar lutar por um flush quando o board contém pares. Por exemplo, se houve um raise pré-flop e há uma board, tais como Ás- Ás- Rei sendo um dos Ases e o Rei de copas, e tu tens na tua mão a Rainha e o 9 de copas, deves perceber que a não ser que o pote seja enorme, tens de “foldar” essa mão imediatamente, pois não tens muitas hipóteses de o conquistar. Se o teu oponente aposta é bastante provável que ele possua um par de reis ou uma mão composta por: Ás-Rei. Este é um exemplo extremo, mas o que precisas saber é que tens de fazer uma leitura muito forte do teu adversário, se vais lutar para completar um flush, quando o board está emparelhado.Para já nem sequer mencionar que é muito mais provável com um board destes, um jogador oponente poder acabar com um Full House.

Contudo isso não quer dizer que não tenhas a hipótese de com outro board e com a mesma mão poderes ganhar o pote. Tudo depende da tua leitura das cartas e dos teus oponentes. É por isso que o poker é fascinante. O poker é um autêntico ser vivo, em constante mutação e com uma complexidade muito maior que qualquer principiante ou uma mera pessoa interessada no jogo equaciona. Aqui apenas posso dar os conselhos mais básicos. Agora cabe-te a ti praticar e a aprender a partir da tua experiência empírica própria.

 

Ler Estratégicamente o Flop

Há muita coisa que podes aprender com a leitura do flop se estás jogando o teu jogo correctamente. Quando as cartas não recebem ajuda no flop, é importante compreender quando se tem duas cartas que são uma causa perdida, ou quando tens uma oportunidade razoável de fazer um bluff.

Um exemplo clássico de um cenário onde jogando correctamente podes obter informações sobre o flop é quando tens como mão inicial: Rei – Rainha. Esta é por um lado, uma mão em que queres fazer um raise pré-flop, mas também é uma mão que é facilmente derrotada. A tua aposta no pré-flop em uma mesa de ganhos médios traz informações valiosas. A menos que alguém seja demasiado agressivo, vai pelo menos, respeitar a tua aposta e dar-te crédito por teres algo que vale a pena jogar. Eles, pelo menos, têm que considerar, que podes segurar um par alto. Este é o lugar onde analisar o flop é fundamental.Aqui estão dois exemplos de flops que não vão ajudar-te, mas em que irás tomar decisões diferentes.

Para ambos os cenários vou assumir que és o último a actuar com o [kd] [qc] Rei-Rainha. Também vamos assumir que tens jogadores de qualidade média à mesa. Ninguém é demasiado conservador e ninguém é demasiado agressivo.

Na primeira situação, tens três jogadores na mão e o flop contém: [jh] [js] [7h] Valete de Copas, Valete de Espadas e Sete de Copas. Os outros três jogadores fazem check. Tu provavelmente não estás segurando a mão vencedora e se já fizeste um raise antes do flop, pode haver algum incentivo para o jogador que segura o Ás (há quase sempre um) ou um que tenha duas copas para ficarem no pote procurando fazer a sua mão. Se alguém está segurando um Valete e está fazendo slow-play, esperando que faças uma aposta. Eu sei que eu o faria no lugar deles. Não é incomum para os jogadores fazer call a um raise antes do flop, quando têm valetes e ases na mão. Neste caso tens duas opções. Ou fazes check e vês uma carta grátis no turn ou fazes uma aposta na esperança de obter ajuda no turn e ver o river de graça. Desde que estás tão atrás probabilistícamente do jogador, segurando, o Valete, eu faria apenas um check para ver o que o turn traria gratuitamente. Se posso ver o turn grátis porque não fazê-lo, mas não meteria nem dinheiro, nem fichas neste pote para ver o river, com este jogo.

No segundo cenário, fizeste uma aposta antes do flop e apenas um outro jogador fez call e está jogando esta mão contigo. O flop contém: um dois, um cinco e um oito de três naipes diferentes. Neste caso, a jogada correcta seria apostar como se tivesses feito a tua mão ou tivesses um par alto. É muito mais provável que o outro jogador tem duas cartas, como: Ás – Valete ou um par alto. Seria muito incomum para um jogador médio pagar um raise pré-flop com nada, por isso este flop até ajudou, excepto se ele fez um par baixo. Ou seja, sabes que o outro jogador tem algo jogável, porque fizeste raise no pré-flop e ele fez call, e o flop quase de certeza não o ajudou também. Este bluff ganhará este pote para ti com muito mais frequência do que ele se escapará das tuas mãos. Se o outro jogador faz call ou raise em princípio tens que admitir a derrota. Afinal, não tens nada.

Para se ganhar experiência em analisar o Flop só existe uma maneira, jogar mãos atrás de mãos, ganhar mais dinheiro, e ganhar mais respeito nas mesas de poker. Também é importante ler os outros jogadores para se ter uma ideia se eles iriam jogar o Valete em slow play no primeiro cenário, ou se eles irão fazer call à tua aposta com duas cartas altas no segundo cenário. E não te esqueças, continuar a jogar poker é continuar a aprender a jogá-lo…

 

Tipos de Jogadores de Poker

Cada jogador tem seu próprio jogo original e estilo de tomada de decisão, há basicamente apenas quatro principais categorias de jogadores. Cada um desses estilos tem pontos fortes e pontos fracos, e cada um destes estilos pode ser rentável na situação correcta. O teu objectivo como jogador é não ser rotulado com qualquer uma das categorias a seguir exemplificadas, mas, sim ajustar o teu estilo de jogo aos teus adversários na mesa.

Cada estilo é baseado em dois atributos:

Se o jogador é conservador (joga muitas poucas mãos) ou agressivo (joga muitas mãos);

Se o jogador é agressivo (faz raises e bluffs) ou se é conservador (faz muitos calls a apostas alheias).

O Jogador Agressivo

No poker online este é o tipo mais comum e mais fraco de jogador. Estes jogadores estão constantemente a fazer raises antes e depois do flop. A sua estratégia, muitas vezes funciona contra jogadores fracos e vão acumulando muitos potes pequenos, mas no poker online, estes jogadores vão falir rapidamente. Posso dizer por experiência experiência própria que jogadores agressivos atraiem os “tubarões” (jogadores profissionais). Os “tubarões” não se importam de deixar que estes jogadores ganhem 10 potes pequenos, eles estão procurando os três grandes potes, que acabarão por falir este jogador. A única maneira de esta estratégia funcionar é o jogador a vaguear de uma mesa para outra aproximadamente a cada 50 mãos. Caso contrário, eles serão detectados e eliminados.

 

Os jogadores “Loose-Passive”

Na minha opinião esta é uma outra categoria fraca de jogadores. Estes jogadores só podem fazer o dinheiro em um jogo com muitos jogadores selvagens e, geralmente, têm que depender da sorte para ter uma sessão de poker de sucesso. Eles normalmente farão call às apostas de outros jogadores, desrespeitando as probabilidades do pote ou a força da sua mão. Estes jogadores vão perder muito lentamente, muitas vezes sendo capazes de permanecer no jogo mais tempo que outros jogadores, mas incapazes de vencer na mesa. Eu era esse tipo de jogador como novato, pensando que qualquer par poderia ganhar, então porque não jogá-los. Este tipo de jogo é rentável contra jogadores soltos-agressivos que normalmente tentam fazer bluff em um flop terrível e quando o jogador “Loose-Passive” tem sorte, eles perdem facilmente o pote. Não há realmente nenhuma estratégia neste tipo de jogador para ganhar no longo prazo, uma vez que nunca estão no controle das apostas.

 

O Jogador “Tight”-passivo

Esses jogadores podem ganhar dinheiro simplesmente porque existem muitos maus jogadores nas salas de poker online. A maior fraqueza de um jogador conservador é que eles são fáceis de descobrir. Nunca precisas de te preocupar com um bluff deles. Se este tipo de jogador tem uma mão decente ou um monte de saídas (outs), ele ou ela vai fazer um call à tua aposta ou fazer uma pequena aposta. Se não, eles vão desistir. Este jogador pode ganhar dinheiro contra qualquer jogador agressivo, pois estes jogam qualquer mão ou flop e eventualmente o jogador conservador poderá ter uma mão. Eu transformo-me neste tipo de jogador, quando estou prestes a entrar em “tilt” (após muitas mãos que me correm mal e sinto que estou perdendo o meu controlo emocional) mas faço isso de propósito para a minha mente voltar ao jogo.

O jogador Tight-aggressive

Este estilo pode ser muito bem sucedido para se jogar online. Esta é a minha categoria, onde eu me enquadro quando jogo online. Estes jogadores só vão ver um flop com uma mão decente e, em seguida, apostar no pote depois do flop. Em geral, estes jogadores são difíceis para os jogadores passivos. Este estilo é vulnerável a um estilo de poker Loose (mais agressivo). É difícil fazer um bluff a um jogador agressivo pois não tens qualquer ideia da sua mão e como ela foi combinada com o flop, e quando tens um flop mau, isto pode resultar numa perda grande. Estes jogadores precisam de ter muito cuidado até terem a certeza que os jogadores agressivos em questão são “bluffers”. Uma vez, indentificados como “bluffers”, eles nunca sairão dum pote rapidamente. Contudo isso é sempre meio caminho andado para que eles saiam da mesa rapidamente.

Tenho certeza que à medida que vais lendo estas definições, vais ficando cada vez mais consciente de como é importante mudar o teu estilo de jogo no sentido de adaptares-te aos outros jogadores que estão na mesa. Por exemplo, quando um jogador desiste muito nos potes, é um jogador Tight-passivo, e deves fazer bluff para ver se ele ou ela desiste. Se outro jogador no pote contigo é loose-aggressive, podes fazer slow-play com uma boa mão e deixá-los apostar para alimentarem-te um flop. Usar uma combinação de estilos para te adequares às situações é o que separa os jogadores bons dos ruins. Conhece os teus adversários e aposta em conformidade.

Se és como eu, podes vir para a mesa e em cada noite de jogo ter um estilo diferente, pois tenho de me adaptar a cada jogador da mesa e entendê-lo. Nunca deixes que as emoções, governem o teu estilo de jogar. É melhor simplesmente não jogar do que jogar mal. Nesta altura deves tomar a decisão simples de fazer um “fold” ao computador e ir espairecer.

Slow Play (Jogando de forma Conservadora contra jogadores Agressivos)

Uma das minhas estratégias favoritas no poker favorito é o slowplay. Eu procuro sempre uma mesa com muitos jogadores “selvagens” e agressivos para aproveitar, e esta é uma das melhores maneiras de jogar em Slow Play. Slowplaying é quando fazes um check ou um call a uma aposta adversária com uma mão muito forte na esperança de que alguém na mesa irá fazer um raise. Quando isto funciona, é uma boa forma de disfarçar a força da tua mão e coloca muitas apostas extra dos adeversários no pote.

Para conseguir retirar dividendos do Slowplay é importante conhecer os outros jogadores na mesa e tomar a sua posição na mesa em conta. Aqui estão alguns cenários de Slowplay a partir de uma perspectiva em Texas Hold’Em.

Quando tens um Jogador Agressivo a Jogar depois de Ti:

Se a pessoa que joga atrás de é o tipo de jogador que aposta em cada pote, então este será rentável para ti no flop. Neste cenário, sabes que tens a melhor mão e sabes que o jogador atrás de ti vai apostar com qualquer coisa para tentar conquistar o pote. O truque aqui é saber o que este jogador vai fazer no turn. Se conheces o jogador, e sabes que ele vai tentar a sua sorte no pote novamente quando chegar a sua vez de apostar, deves fazer um call no flop e um check no turn. Se não estás tão certo sobre a aposta deste jogador no turn, não te podes dar ao luxo de fazer um mero check. Tens que assumir o controlo das apostas. Se não tens a certeza que irá fazer um raise no turn, deves ser tu a fazê-lo ainda no flop após o seu bluff, e novamente no turn para evitar que o teu oponente veja cartas gratuitamente que possam formar uma mão forte para ele.

Quando um Jogador Agressivo joga antes de Ti:

Se houver uma aposta antes de ti e sabes que tens a melhor mão, deves efectuar um call para esconder a tua força e deixar o quem está fazendo o bluff, jogar na tua frente antes de dares o próximo passo. Se o jogador apostar novamente no turn, podes simplesmente fazer um call novamente. O segredo aqui é mostrar-se fraco. Leva algum tempo para fazer o call. Precisas de dar ao oponente a impressão de que apenas estás sobrevivendo nesta mão com uma esperança de ganhar o pote. Quando na realidade as probabilidades estão todas do teu lado.

Quando tens um Jogador Conservador atrás de Ti:

Este cenário depende do flop. Por exemplo, se estás segurando um par de 10s e o flop é:

Ás, 10, 4

Podes fazer Slowplay na esperança de que o jogador atrás de ti tenha um Ás e aposte no par de ases. Não há necessidade de efectuar um raise até ao river, se o outro jogador está apostando firme. Um raise prematuro com estes jogadores é um fold na certa, mas um call geralmente convence-los que eles têm a melhor mão. No entanto, se o flop é:

10, 7, 8

Nenhuma quantidade de slowplaying vai convencer um jogador tight atrás de ti a meter fichas neste pote. Se o jogador adversário aposta está provavelmente num projecto de sequência. Caso contrário, ele irá fazer-te um check. Nesta situação, não faz sentido slowplay. Apenas deves fazer uma pequena aposta aqui esperando um call deste jogador.

Quando tens um Jogador Conservador à tua Frente e tens uma boa Mão:

Este é um dilema real chegado ao flop. Se já houver dinheiro decente no pote, podes tentar fazer uma pequena aposta para tentar levá-lo a apostar. Mas se conheces este tipo de jogador, ele vai fazer fold se apostares, é sensato apenas fazer um check e dar ao jogador uma carta grátis. Neste caso, estás projectando fraqueza esperando que o jogador faça qualquer coisa no turn e aumente o pote. Estás à mercê das cartas e, muitas vezes elas podem ditar falta de acção.

Em uma mesa de no-limit com um par de jogadores agressivos, Slowplay pode ser uma opção muito lucrativa. Com essa técnica, muitas vezes dás aos teus adversários a noção que a sua mão é melhor que a tua. Está sempre atento se os outros jogadores estão tentando fazer uma Straight Flush e se no turn ou no river esta mão fica completa para eles. É difícil perder com uma mão boa, mas os jogadores costumam ser bastante óbvios quando chega a carta que eles precisam.

Inteligência Emocional no Poker

O entendimento de cada oponente e do tipo de jogador que ele é, através de todas as suas decisões no jogo é a chave para fazer leituras precisas para qualquer aposta no poker (como seja o caso dum bluff) ser bem sucedida e para ganhar dinheiro no Poker. Tens de aprender em cada situação como teu pensa o teu oponente.Isto é algo que advém da experiência e do estudo do jogador, que o teu oponente é em particular. A experiência traz-te a indentificação dos tipos de jogador. O que está perante ti, passado um pouco de tempo de jogares com ele, pertence a um dos tipos, nem que seja tendencialmente. Depois é inseri-lo no tipo e jogar de acordo com essa leitura. Mas sempre atento pois o poker é um jogo de enganos. E é aí que entra a inteligência emocional.

Existem três níveis de jogadores de póquer: o “peixinho”, o estudante sério e o profissional.

Compreender os três tipos de “peixinhos”:

O peixe é o jogador de nível básico, que joga de acordo com os traços da sua personalidade natural. Quem é ele na vida? É ele que está na mesa de poker. Existem três tipos de “peixinhos”: a Rocha, o Burro e o Maníaco.

A Rocha:

A “Rocha” é um jogador que costuma “foldar”muito. Este jogador tem medo de arriscar o dinheiro, a não ser nas melhores cartas possíveis. Quando ele finalmente obter um pote com base na sua mão, ele vai jogar normalmente de uma forma muito conservadora, fazendo check ou apenas call até ao river onde ele irá fazer hipoteticamente um raise. Ele sente dificuldades com os jogadores mais hábeis que ficam na mão com ele, pois estes sabem que ele só aposta na certa. Um raise pré-flop de 2,5 a 3 big blinds normalmente irá fazer uma “Rocha” foldar, a não ser que ele tenha uma mão muito forte. O cuidado extremo deve ser tomado sempre que uma “Rocha” está disposta a pagar um raise no pré-flop.

Algo a considerar nas “Rochas” é que eles estão conscientes da sua imagem na mesa e ocasionalmente, tentam um bluff, mas não são lá muito bons nisso. Eles tendem a exagerar nos poucos bluffs que fazem. Assim, se uma “Rocha” que já tinha feito bluff responde a um raise pré-flop, com um re-raise de proporções incomuns, um jogador profissional atento pode ser capaz de querer divertir-se e efectuar um call.

O Burro

O burro é um jogador que costuma fazer muitos calls. Ele é teimoso e optimista, apaixona-se pelos pares altos e sonha com mãos grandiosas que podem ser conectadas pelo board a qualquer momento. Este tipo de jogador não folda ao jogar uma mão fechada, ele não tem a disciplina para desistir perante uma escassa hipótese de conseguir a carta que ele precisa. Ao jogar uma mão com um par alto, dois pares ou um trio, ele simplesmente se recusa a acreditar que um adversário tenha uma mão mais forte.

Ocasionalmente este jogador vai ter a sorte de aparecer a tal carta milagre no river, quando isto sucede, a frustração de um oponente com um nível superior não tem fim. Muitas vezes ao ganhar as mãos manifestam-se como se fossem os melhores jogadores do mundo.Mas qualquer jogador de nível sabe que em relação a ele o tempo está sempre do seu lado. É o adversário que representa a maior fonte de lucro a longo prazo.

Fazer um raise no pré-flop não assusta a maioria dos Burros, geralmente eles fazem call o que não constitui um problema, pois ver um flop com eles não é motivo para alarme. No flop, a maioria dos Burros vai pagar uma aposta de metade dum pote ou mesmo uma aposta de três quartos do pote, se possuirem um par alto ou uma mão digna. O mais normal, no entanto, é “foldarem” no turn, se o turn não lhes foi favorável, mas um raise no turn deste jogador pode significar problemas. Em princípio é porque têm algo…

O Maníaco

O maníaco é um jogador que normalmente só faz raises. Este “chip bully” tem uma abordagem “blitzkrieg” (guerra total) para o jogo. Ele frequentemente acumula uma enorme pilha de fichas com que intimida as suas vítimas ainda mais. Felizmente, porém, o facto de não ter nenhuma estratégia real ou disciplina, faz com que frequentemente desperdice as suas fichas tão rapidamente como as conseguiu. A melhor coisa a fazer com um jogador destes é montá-lo uma armadilha. Esperar por uma mão forte é muitas vezes extremamente rentável apenas fazendo check e call até ao river, em seguida, fazer um raise de cerca de metade da sua stack (pilha de fichas), ele como é agressivo faz-te re-raise e entras all in obrigando-o a sair da mesa (ou quase a sair) e a pagar pelo seu jogo desastroso.

O Estudante Sério de Poker

O estudante sério de poker estuda; a componente matemática, a estratégia e a psicologia do jogo. Ele aprendeu a identificar e a substituir a sua própria tendência natural para ser uma “Rocha”, ou um Burro ou um Maníaco. Ele aprendeu a tirar proveito de cada tipo de peixe, por dominar as Rochas, apostando contra os Burros e prendendo o Maníacos. Isso é mais fácil dizer do que fazer, mas é o caminho estreito e apertado para o sucesso do poker. O qual deves começar a trilhar…

Dominando o Poker a Nível Profissional

Ser profissional de poker é poder contar com o poker para obter parte ou a totalidade dos teus rendimentos. Eles têm aperfeiçoado as suas habilidades para aproveitar até o estudante mais estratégico, imaginem o dinheiro que faz com os vários tipos de “peixinhos”! Ele é frequentemente capaz de deduzir uma ou duas cartas da mão inicial do seu oponente, prestando muita atenção em todos os aspectos do seu jogo e tendências que o adversário possui jogando, bem como, nas mudanças subtis do seu comportamento.

Estudar Psicologia no Poker é uma das Chaves para o Sucesso

Embora possa levar anos de estudo e, por vezes, o ego a uma experiência dolorosa, todo o esforço para obter uma compreensão aprofundada dos tipos de jogadores de poker, é essencial para todos aqueles, que desejam percorrer todo o caminho até ao status de profissionais de poker.